À conversa com a Ana Mascarenhas!

0 Comment
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Hoje apresento a Ana Mascarenhas, uma mãe muito querida e disponível que conheci aqui no blog.

Obrigada por toda a simpatia e por ter aceite o meu desafio.

Espero que gostem da entrevista e das dicas.

Beijinhos,

____
Aos Pares: Sempre imaginaste ser mãe?
Sim, sempre….e curiosidade das curiosidades, em criança dizia sempre que adorava ter gémeos, um menino e uma menina. ☺

Aos Pares: Qual a tua reacção quando soubeste que eram gémeos?
Foi um misto de sensações…☺ Fiquei surpresa, apreensiva e ao mesmo tempo super feliz…o meu sonho de criança tinha-se tornado realidade. 😍 Não estávamos nada à espera de tamanha notícia até porque uma prima minha tinha tido gémeos 9 meses antes, por isso ficámos um pouco chocados….mas agora quando eu e o meu marido falamos no assunto fartamo-nos de rir!!! Na altura foi mesmo um susto!!! Ainda por cima no dia seguinte, aguardava-nos umas horinhas valentes de avião até ao Rio de Janeiro onde tivemos duas semanas de férias. O meu marido que dizia só querer ter um filho, ficou tão apardalado com a notícia que quase caiu no chão do consultório. No fim já dizia “Bem pelo menos são só 2 e não 3!!!”. 😂😂😂😂

Aos Pares: A tua gravidez correu bem? Alguma recomendação para as grávidas?
A gravidez posso dizer que correu bem…embora com alguns sustos pelo meio…
Na ecografia morfológica visualizou-se que o Duarte tinha uma artéria umbilical única… Às 28 semanas estive internada uma semana por ameaça de parto pré-termo… E a partir das 31 semanas passei a fazer ecografias semanais porque a Leonor estava a desacelerar o crescimento e o líquido estava a ficar no limite inferior do normal.
Associado a isto tudo o problema mesmo foi a minha profissão… Sou enfermeira parteira e sempre trabalhei em Sala de Partos, vemos muita coisa e sabemos coisas demais quando se trata de passarmos por elas. Acredito que se fosse leiga no assunto não teria tido metade da ansiedade e das preocupações durante a gravidez.
Recomendações:
– Durmam muito…é do que mais me arrependo de não ter feito;
– Bebam muita água;
– Façam tudo o que vos fizer sentir bem dentro do permitido numa gravidez obviamente;
– Aproveitem a barriguinha ao máximo, apesar de causar algum desconforto, desaparece rápido e deixa muitas saudades;
– Cuidado com as pesquisas de coisas técnicas (acerca da gravidez e parto) na internet…há muitos sites e comentários que são absolutamente absurdos…informem-se com fontes fidedignas;
Aproveitem e desfrutem ao máximo esta fase tão abençoada da vida. 😍

Aos Pares: Com quanto tempo nasceram os gémeos? Parto normal ou cesariana?
Os gémeos nasceram com 36 semanas e 5 dias de cesariana.

Aos Pares: Mudança é uma palavra que uma mãe de gémeos rapidamente apreende. Tiveste que mudar alguma coisa na vossa vida por serem gémeos?
Tivemos de alterar a disposição da nossa humilde casinha…da sala de jantar nasceu o quarto dos gémeos, a sala de estar transformou-se em sala de jantar e no sótão fez-se a sala de estar.
Também tivemos de arranjar uma pessoa que nos limpasse a casa 1vez por semana e contar com o apoio incondicional dos meus pais no tratamento da roupa. Mesmo agora é uma grande ajuda não ter que me preocupar com nenhuma roupa cá de casa.
Com o tempo vamos adequando o que temos às necessidades dos pequenotes. 😀

Aos Pares: Quais são as rotinas diárias da tua «média-empresa» familiar?
Como ainda estou em casa de licença de maternidade o meu dia a dia é a cuidar dos gémeos, que já dá pano para mangas!!!!! Há dias que nem tenho tempo de despir o pijama!!!!! O meu marido como já está a trabalhar e trabalha por turnos, ajuda consoante os horários do trabalho.
De 3 horas e meia em 3 horas e meia os gémeos comem.
De manhã depois do leitinho das 9 ou das 10 da manhã, brincamos, trocamos miminhos e fazemos ronha na cama dos papás e depois eles fazem uma sestinha. Depois do almoço voltamos a brincar e às vezes para eu poder comer ficam nas espreguiçadeiras a ver TV um bocadinho. Voltam a fazer uma sestinha (esta por vezes muito pequenina), quando acordam novamente muitos miminhos, muita brincadeira e muita conversa. Por volta das 20h tomam o banhinho com direito sempre a tratamento de SPA e comem novamente. A seguir é sempre uma incógnita ou ficam dorminhocos e dormem ou brincam um pouquinho antes de dormir. Depois de adormecerem já não os acordo para mamar, deixo-os dormir até quererem. Já sei que quanto mais cedo adormecerem mais cedo acordam para comer. Dormem cerca de 6/7 horas durante a noite e quando acordam a meio da noite mamam e voltam a dormir logo outra vez.
Nos intervalos em que dormem aproveito sempre para fazer alguma coisa cá em casa, embora o tempo não seja muito…

Aos Pares: Sentes que ter mais do que um filho da mesma idade traz economias de escala?
Absolutamente!!!! É tudo a duplicar!!!! Embora hoje em dia a oferta de marcas e produtos seja imensa, dois filhos ao mesmo tempo acarreta muita despesa.
Se há coisas em que podemos gastar menos, há outras que se queremos mesmo, temos de abrir os cordões à carteira.

Aos Pares: Qual o papel do Pai nesta vossa aventura?
Como diz o meu marido ser pai de gémeos é uma profissão. Tal como ele, defendo que para o pai é uma mais valia serem dois, porque assim o pai participa de uma forma muito mais activa nos cuidados ao bebé.
Ele próprio diz que se fosse só um acabava por não haver aquela necessidade em trocar fraldas, preparar biberões, dar banho…
O facto do pai ter um papel tão participativo, faz com que nós os quatro sejamos muito unidos e a palavra família faz todo o sentido.
O meu marido logo desde o nascimento faz tudo aos filhos. Foi ele quem mudou as primeiras fraldas sem ninguém lhe ensinar e até quem deu o primeiro banho à Leonor depois da explicação da enfermeira.
É muito bom termos alguém do nosso lado sempre pronto a ajudar, só é pena ser tão pouco tempo a licença parental dos pais…em gémeos faria todo o sentido a presença do pai durante mais tempo, é muito injusto serem só mais dois dias por cada gémeo…
Mas relativamente ao papel do pai, o Miguel só não dava de mamar de resto fazia tudo igual a mim.

Aos Pares: Qual o episódio mais divertido e o mais caricato que tiveste com eles?
O mais divertido que acontece diariamente é o banho da Leonor. É uma autêntica espalha brasas…não pára quieta com as pernas com os braços…molha tudo no quarto, parede, cortinados, chão…parece uma rãzinha saltitona no banho, chega a pôr os pés estrategicamente para impulsionar os saltinhos. É uma animação dar-lhe banho.
O mais caricato foi um dia que os deixei com o meu marido (deviam ter um mês e pouco), para ir às compras e quando cheguei estava um cenário de rescaldo de guerra montado…o meu marido sentado na cama a dormir com um ar exausto e os dois terroristas a dormir, deitados em cima dele virados de barriga para baixo com um ar super tranquilo como se nada tivesse passado!!! Estavam os três com um ar de quem tinha estado numa luta tremenda e de repente as pilhas acabaram… Quando acordou perguntei o que se tinha passado e ele disse “Então começaram os dois a chorar, tentei distraí-los, não consegui nem por nada, então deitei-os aqui, eles calaram-se, adormece-mos todos…”

Aos Pares: Qual o maior susto que apanhaste como Mãe?

Sem dúvida que foi durante a gravidez… Fui presenteada com alguns como já referi anteriormente. O que me deixou verdadeiramente de coração nas mãos foi a partir das 31 semanas, em que tinha de estar sempre atenta aos movimentos deles, principalmente aos da Leonor que era a que tinha o fluxo do cordão umbilical comprometido.
Já depois deles nascerem, sempre que apita o sensor de apneia (que não são muitas vezes) dou um salto da cama que pareço uma mola a levantar-me!!!! Graças a Deus que nunca passaram de falsos alarmes…mas sem dúvida que é um susto cada vez que aquilo apita.

Aos Pares: Gostas de vestir os gémeos de igual? Qual a tua loja preferida?

Adoro vesti-los a fazerem pandã. Sempre que vou às compras para eles tento sempre comprar a roupa a fazer o belo do pandã, apesar de ser muito difícil quando se trata de vestir um casal. Quando há para um não há para o outro e vice versa. Têm alguma roupa que os padrões são iguais, mas a maioria é diferente. O que tento fazer é vesti-los com as mesmas cores de forma a andarem o mais parecidos possível.
Lojas preferidas são muitas…mas sou mesmo é fã dos outlets!!! Gosto muito da Knot, Laranjinha, Gocco, Chicco, Naturapura, Benneton…

Aos Pares: Carrinho de gémeos lado-a-lado ou frente-a-frente?
Neste momento estou a usar um carrinho frente a frente. Graças à minha prima ter tido gémeos primeiro que eu, tive o privilégio de me ter emprestado o carrinho e os ovos dela, é o modelo One and Two da Bebecar.
O carro é muito bom, conduz-se muito bem, mas o chassi é muito grande e não se fecha com as cadeiras montadas.
Para quando os gémeos forem mais crescidinhos e já se sentarem bem comprámos um lado a lado (modelo da Britax), que por sua vez estou fã da maneira simples como se abre e fecha. Vamos ver como corre…mas no meu ponto de vista não existe carrinho de gémeos perfeito.

Aos Pares: Dormir juntos ou separados? O que fizeste?
Adorava que ainda dormissem juntinhos, mas só aconteceu durante a primeira semana. Na primeira consulta com a pediatra, uma das primeiras perguntas foi se eles dormiam juntos ou separados e como dormiam… Após ter dito que dormiam de lado para poderem caber no berço fui aconselhada a separa-los de berço pelo facto de estar a aumentar o risco de Síndrome de Morte Súbita… Como me causava alguma ansiedade se eles estavam bem, e levantava-me vezes sem conta durante a noite. Assim, separei-os e desta forma já pude instalar o sensor de apneia que me tranquiliza a 100%. Foi sem dúvida a melhor coisa que comprei.
Durante o dia as sestinhas que fazem, como por norma são em cima da nossa cama, dormem sempre juntinhos.

Aos Pares: Qual o teu maior desejo e o teu maior medo como mãe?
O meu maior desejo é poder dar e fazer tudo para que sejam muito felizes e que os dois sejam muito unidos e cúmplices um do outro. O meu maior medo é não conseguir dar igual aos dois, desde que nasceram convivo com esse medo e involuntariamente isso acontece, pois são diferentes e têm necessidades diferentes. Porque um chora mais e o outro é mais calmo acabamos sempre por involuntariamente dar mais atenção a um do que a outro…espero que seja uma fase, talvez mais para a frente seja o outro a precisar mais 😉

Aos Pares: Como gostas de passar o teu tempo em família?
Depende dos dias… Às vezes apetece-me ficar por casa e aproveitar o tempo todo a brincar, descansar, ver televisão…enfim desfrutar os bebés e o marido ao máximo.
Quando os dias estão bonitos, com solinho adoro uma boa caminhada junto ao mar, com os gémeos então é perfeito.
Maioritariamente das vezes, aos fins de semana vamos sempre à casa dos avós para os gémeos verem o bisavô (que faz este ano 90 aninhos). É uma delícia ver o bisavô a interagir com os bisnetos…se no início tinha medo de lhes mexer, agora fala muito com eles e fiz-lhes festinhas e tudo!!! No outro dia até o apanhá-mos a brincar com eles no tapete interativo… 😂😂😂 dá-me uma melancolia pensar nas coisas que ele me fez no passado para ser uma criança feliz… 😍😍😍

Aos Pares: És mãe a tempo inteiro ou trabalhas? Como geres o tempo com os teus filhos?
Por enquanto ainda estou de licença de maternidade, por isso sou mãe a tempo inteiro e quando digo a tempo inteiro é mesmo a tempo inteiro. Confesso que por querer estar sempre presente nas actividades dos gémeos acabo por me esquecer um pouco de mim, mas acho que deve ser normal… Considero que nestes primeiros meses é um investimento benéfico cuidar deles e que depois hei-de voltar a pouco e pouco às minhas antigas rotinas.
Neste momento todo o tempo é para eles, ADORO ser mãe a tempo inteiro, ainda para mais o tempo passa tão rápido que quero aproveitá-los todos os segundos… Quando estamos em casa brincamos, vemos televisão e dormimos (eu raramente 😂) sestinhas juntos. Quando o tempo deixa aproveitamos para uns passeios em família.

Aos Pares: Os filhos dão-nos muitas alegrias, qual a maior que tiveste?

Sem dúvida que foi ouvir o choro deles quando saíram da minha barriga. É sem dúvida um momento que me vai marcar para sempre. Embora nós mulheres tenhamos o privilégio de passar pelo maravilhoso processo de gravidez, em que os sentimos a mexer dentro de nós, a barriga a crescer entre outras coisas, o momento em que os ouvi a primeira vez foi sem dúvida a altura em que me caiu a ficha e me senti verdadeiramente Mãe.

Aos Pares: Recomendações pós-parto?
Infelizmente não sou muito boa no que diz respeito a esta matéria, porque como já disse ando um pouco esquecida de mim própria…mas aqui vai uma muito importante…. Se conseguirem recomendo que tentem ter um tempo só para vocês, para fazerem o que vocês mais gostarem. Algumas horas, poucas que sejam são imprescindíveis para uma boa sanidade mental. 😀😀😀

Aos Pares: Que conselhos dás às futuras mães e futuras mães de gémeos?
O conselho principal de todos não façam nada só porque vos dizem para fazer assim, a mãe é que sabe. Durante a gravidez e mesmo depois do parto dizem-nos coisas que devemos e não fazer, estou a lembrar-me por exemplo do dormir na cama connosco… Perdi a conta das vez que ouvi “nunca faças isso, depois habituam-se e não querem outra coisa” deste exemplo só concluo uma coisa – as pessoas não sabem o que é ter gémeos, amamentarem em exclusivo de três em três horas, e no fim de mamarem e arrotarem quando já só faltam 58 minutos para a próxima mamada um deles berra desesperado com cólicas… Este foi o meu panorama durante o primeiro mês e meio de vida deles. A Leonor dormiu sim algumas noites comigo porque eu estava exausta de cansaço e hoje…hoje adormece sozinha na cama dela e dorme que nem um anjinho. Mortinha estou eu para que eles tenham tamanho para se virem enfiar à cama comigo 😀😀😀
Ouvir conselhos baseados na experiência das pessoas sim (principalmente dos nossos pais que já nos criaram a nós e tão bem) mas nunca se esqueçam que o que vocês decidirem está bem porque vocês é que são a mãe! Não acredito que nenhuma mãe não queira o melhor para o seu filho…

Aos Pares: Ser mãe de gémeos é…
Indescritível… É uma bênção maravilhosa. É ter o amor multiplicado. É sem dúvida o melhor que me podia ter acontecido.
Como diz uma amiga também ela mãe de um par de gémeas “ser mãe de gémeos não é para todas é só para as que têm mais sorte”… 😉

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
«
»
0 Comentários

Deixe um comentário